Laboratórios da Engenharia Química são premiados por pesquisas em energias renováveis

20 de agosto de 2014

Dois laboratórios do Departamento de Engenharia Química da UFC foram premiados pela Rede Mundial de Energias Renováveis em congresso realizado em Londres no início deste mês. O Laboratório de Combustíveis e Lubrificantes (LCL), fundado há doze anos, e o Núcleo de Pesquisas em Lubrificantes Prof. Ícaro de Sousa Moreira (NPL), criado em 2011, desenvolvem processos e métodos de avaliação para biodiesel e biolubrificantes a partir de fontes renováveis, como óleos vegetais.

O destaque recebido no Congresso Mundial de Energias Renováveis (World Renewable Energy Congress – WREC, ocorrido de 3 a 8 de agosto) foi o primeiro prêmio internacional recebido pelos dois centros de estudos.

A missão desta rede, a World Renewable Energy Network, é alinhar esforços de laboratórios, agências, companhias e pesquisadores de todo o mundo no fomento e difusão da aplicação de energias renováveis em vista da sustentabilidade ambiental. O coordenador do NPL e professor do Departamento de Engenharia Química, Célio Cavalcante, é membro do comitê do WREC e tem feito a mediação entre a UFC e a Rede de pesquisa.

Uma das aplicações dos biolubrificantes, um dos produtos patenteados por esses laboratórios, é em equipamentos de grande porte na indústria agrícola e naval, já o uso de biocombustíveis em larga escala reduz a emissão de gases poluentes. Uma das atividades atuais do LCL é monitorar a qualidade das amostras de biodiesel através do programa da Agência Nacional de Petróleo, já os métodos e processos estudados no NLP seguem  as demandas estratégicas da PETROBRAS na área.

O coordenador operacional do NPL é o professor Murilo Tavares Luna, cuja tese de doutorado foi voltada ao melhoramento de produtos para a indústria de petróleo e bioderivados. O pesquisador destaca que os projetos e produtividade do grupo na área foi um dos critérios para a concessão do prêmio.